Asset Publisher Asset Publisher

Prémio Comunicação Pela Diversidade Cultural 2016 - “Do Bairro de Lata à Galeria de Arte Pública”, da SIC, vence em duas categorias

Imagem em Destaque
Prémio Comunicação Pela Diversidade Cultural 2016 - “Do Bairro de Lata à Galeria de Arte Pública”, da SIC, vence em duas categorias
A cerimónia de entrega dos prémios de comunicação Pela Diversidade Cultural 2016, promovida pelo ACM, decorreu esta terça-feira, dia 20 de dezembro, na Fundação Portuguesa das Comunicações, em Lisboa. O trabalho de televisão “Do Bairro de Lata à Galeria de Arte Pública”, transmitido pela SIC, no Rubrica “Perdidos e Achados”, da autoria de Catarina Neves, Odacir Júnior, João Nunes, Cláudia Araújo e Madalena Durão, levou para casa dois troféus, o de Prémio Diversidade Cultural, o principal deste concurso, e o de Prémio Televisão.
A cerimónia, que abriu com a atuação do Mestre griot do Kora, Braima Galissá, contou com as presenças da Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Catarina Marcelino, e do Alto-comissário para as Migrações, Pedro Calado, que entregaram os troféus aos vencedores.
Catarina Marcelino realçou na cerimónia a importância do "papel da Comunicação Social para dar voz aos problemas reais das pessoas e dar visibilidade às diferenças, à diversidade!", referiu salientando o valor destes profissionais para "a construção de uma sociedade que diz Não ao Racismo e Sim à Diversidade!".
 
"A Arte salva-nos!"
Os vencedores não deixaram de manifestar a sua satisfação por esta atribuição: "A Arte salva-nos! Acredito que através da aposta na Arte, a sociedade muda para melhor!", afirmou a jornalista Catarina Neves. A  reportagem, “Do Bairro de Lata à Galeria de Arte Pública”, realizada na Quinta do Mocho, em Sacavém, concelho de Loures, um bairro conhecido outrora por ser muito problemático, mostra-nos como a Arte pode ser "uma poderosa ferramenta" . "(...)Uma zona onde os autocarros não iam, é hoje um espaço onde se fazem visitas guiadas para ver as obras de arte. Vão lá ver!", sublinhou ainda a autora deste trabalho, com imagem de Odacir Júnior e edição de João Nunes.
A reportagem vencedora centra-se na requalificação da Quinta do Mocho, um bairro que tem agora o estatuto de Galeria de Arte Pública. Em cerca de um ano, mais de 45 artistas pintaram 50 paredes exteriores do bairro.
 
Os Prémios da Diversidade
O Prémio Imprensa Escrita foi atribuído, ex aequo, às reportagens “Juventude em Jogo”, de Sofia da Palma Rodrigues e Diogo Cardoso, publicada no jornal Público e na publicação multimédia Divergente, e “Devolvidos a Cabo Verde”, de Catarina Gomes, Vera Moutinho e Rui Gaudêncio, publicada no Jornal Público.
O Prémio Órgãos de Informação Regionais e Locais incluiu este ano uma Menção Honrosa para o trabalho “Como é que os muçulmanos de Leiria vivem o Ramadão?”, de Carlos dos Santos Almeida, publicado no semanário “Região de Leiria”. Nesta categoria, o troféu vencedor foi atribuído a Patrícia Duarte pelo seu trabalho “A pequena Índia da Marinha Grande”, publicado também neste semanário.
O Espetáculo Teatral “Com Paixão”, da Associação Teatro Ibisco – Teatro Inter Bairros Para a Inclusão social e Cultura do Optimismo, venceu o Prémio Diversidade nos Guiões.
Jéssica Ferreira, Juliana Rocha e Ana Filipa Teixeira venceram o Prémio Jovem com o trabalho “Depois da Tempestade, o Alentejo”, publicado no jornal “Diário do Alentejo”.
O Prémio Rádio contemplou apenas uma Menção Honrosa ao trabalho “Estudar também é lutar”, da autoria de Carolina Ferreira e Pedro Teodoro, transmitido na Rádio Antena 1, no Programa “Só Neste País”.
Quanto ao Prémio de Fotojornalismo, o júri optou por não atribuir qualquer Prémio ou Menção Honrosa.
Nesta 2ª edição foram recebidos 30 trabalhos a concurso, avaliados por um júri constituído por Clara Almeida Santos, vice-reitora da Universidade de Coimbra para a Comunicação e Cultura, Fernando Cascais, Professor doutorado em Ciências da Comunicação, Lívio de Moraes, Professor de História de Arte, e Pedro Santos Pereira, jornalista.
 
Notícias Relacionadas
 
 
 
 
 

 


Related Articles Related Articles

Web Form Web Form

Olá, em que posso ajudar?

Deixe um email com a sua questão ou contacte 808 257 257 / (+351) 218 106 191, das 9:00h às 19:00h, de segunda a sexta.

This field is mandatory.
This field is mandatory.
This field is mandatory.

Migrant Support Line

This hotline is working from Monday to Friday between 9:00 am and 7:00 pm. Get more information here.

Powered By Liferay

Fechar popup

Bem-vindo ao novo portal do Alto Comissariado para as Migrações

Procuramos reunir aqui um conjunto de informação essencial e de interesse para os migrantes. No entanto, sabemos que este é um trabalho contínuo que nunca está terminado.

Contamos consigo para tornar este site mais completo. Se souber de alguma informação que deva ser adicionada ou corrigida, entre em contacto connosco através do acm@acm.gov.pt.