Asset Publisher Asset Publisher

Selo da Diversidade - Organizações mais inclusivas

Imagem em Destaque
Selo da Diversidade - Organizações mais inclusivas
Ericsson, EDP, AFID e Câmara Municipal de Lisboa são as primeiras empresas e organizações a serem distinguidas com o Selo da Diversidade, iniciativa promovida pelo GRACE – Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial, com o apoio do ACM. A cerimónia de entrega desta distinção decorreu esta sexta-feira, dia 10 de novembro, na Fábrica de Pólvora de Barcarena, em Oeiras.
Com objetivo de distinguir organizações que implementem e desenvolvam políticas e práticas de promoção da diversidade, surgindo em linha com os esforços encetados pela Comissão Europeia e com as prioridades da Estratégia Europa 2020, os Selos da Diversidade, anunciados em maio deste ano, são agora uma realidade para as primeiras empresas e organizações distinguidas durante a Gala da Carta Portuguesa para a Diversidade.
De um total de 28 candidaturas submetidas por 16 empresas e organizações, o júri atribuiu o Selo da Diversidade a quatro empresas – Ericsson, EDP, Fundação AFID Diferença e Câmara Municipal de Lisboa –, num total de seis categorias em análise. De igual forma, foram ainda entregues oito menções honrosas pelos esforços e projetos desenvolvidos na área da diversidade.
A cerimónia contou com a presença do Alto-Comissário para as Migrações, Pedro Calado, assim como do Diretor Executivo da Fundação Aga Khan, Karim Mirali, do Presidente do Instituto Nacional para a Reabilitação, Humberto Santos e da Diretora-geral da Atlântica University Higher Institution, Natália do Espírito Santo.
Durante a cerimónia de abertura, a Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Rosa Monteiro, recordou que “são conhecidas as barreiras de acesso ao emprego e desenvolvimento de carreira e de discriminação em função do sexo, da deficiência, da idade, da raça, da origem étnica, da religião ou da orientação sexual”, frisando a necessidade de uma “gestão efetiva e não meramente cosmética da diversidade, que implica que as organizações valorizem e incluam a diversidade, alterando se necessário algumas das práticas de gestão”. “Não basta terem na sua composição pessoas destas categorias discriminadas que referi. O recrutamento é um passo importante, mas apenas um primeiro passo para mudar a demografia das nossas organizações”, rematou.
O aumento do número de signatários da Carta Portuguesa para a Diversidade, atualmente fixado em 193, dos quais 85 são empresas, é considerado pela Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade “um bom sinal” para “tornar visível aquilo que não é e está, muitas vezes, latente nas práticas e nas opções das organizações”. Deste modo, o Selo da Diversidade chega para dar “visibilidade a boas práticas e a ser também um estímulo para que mais pessoas, empresas e entidades queiram conhecer estas práticas sinalizadas, para depois as poderem experimentar nas suas empresas e organizações”.
Sem perder o foco na diversidade, a Secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes, recordou a problemática da inclusão da pessoa com deficiência. “Promover a inclusão e diversidade é, cada vez mais, procurar e não categorizar. É esta a minha visão para a inclusão: Acabar com as caixas e, progressivamente, ver apenas o conteúdo, por forma a que as diferenças sejam cada vez mais ténues e não nos apercebamos delas”, referiu.

A Carta Portuguesa para a Diversidade
O GRACE – Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial, criou, em 2015, um grupo de trabalho subordinado ao tema da diversidade nas empresas, conjuntamente com o ACM, IP, INR, IP e Fundação Aga Khan,  diversas empresas (29) e, posteriormente, outras entidades públicas (a CIG, a CITE, o IAPMEI, IP, o IEFP, IP e o INA, IP.). 
Este grupo de trabalho discutiu e elaborou a Carta Portuguesa para a Diversidade, lançada em março de 2016 no Palácio Nacional da Ajuda. Portugal juntou-se, assim, aos 16 países europeus que possuem uma Carta da Diversidade e que assumiram oficialmente o compromisso de respeitar, valorizar e otimizar todo o potencial da diversidade das pessoas, seguindo as recomendações e esforços da Comissão Europeia.

Os vencedores dos Selos da Diversidade 2017
CATEGORIA 1 | COMPROMIOSSO DA GESTÃO DE TOPO E DOS OUTROS NÍVEIS HIERÁRQUICOS
Selo Diversidade
Ericsson | Formação Em Enviesamento Inconsciente

CATEGORIA 2 | CULTURA ORGANIZACIONAL
Menção Honrosa
BNP Paribas | Welcoming Disability – A diverse approach to talent sourcing
EDP | #tagga o teu futuro
Essilor | Diversidade & Inclusão – Um valor Essilor

CATEGORIA 3 | RECRUTAMENTO, SELEÇÃO E PRÁTICAS DE GESTÃO DE PESSOAS
Menção Honrosa
EDP – Inspiring Camp

CATEGORIA 4 | DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL E PROGRESSÃO NA CARREIRA
Selo Diversidade
EDP | Formação Enviesamento Inconsciente – Potenciar a diversidade e inclusão

CATEGORIA 5 | COMUNICAÇÃO DA CARTA E DOS SEUS PRINCÍPIOS
Selo Diversidade 
AFID | Diversid’arte
Menção Honrosa
Media em Movimento | Divulgação da Diversidade

CATEGORIA 6 | CONDIÇÕES DE TRABALHO E ACESSIBILIDADES
Selo Diversidade
Câmara Municipal de Lisboa | Medidas de Conciliação
Menção Honrosa
EDP | Parceria com Places4all
L’oréal Portugal | Share&Care
Ericsson | Condições de Trabalho para Todos

 


Related Articles Related Articles

Web Form Web Form

Olá, em que posso ajudar?

Deixe um email com a sua questão ou contacte 808 257 257 / (+351) 218 106 191, das 9:00h às 19:00h, de segunda a sexta.

This field is mandatory.
This field is mandatory.
This field is mandatory.

Migrant Support Line

This hotline is working from Monday to Friday between 9:00 am and 7:00 pm. Get more information here.

Powered By Liferay

Fechar popup

Bem-vindo ao novo portal do Alto Comissariado para as Migrações

Procuramos reunir aqui um conjunto de informação essencial e de interesse para os migrantes. No entanto, sabemos que este é um trabalho contínuo que nunca está terminado.

Contamos consigo para tornar este site mais completo. Se souber de alguma informação que deva ser adicionada ou corrigida, entre em contacto connosco através do acm@acm.gov.pt.