Serviço de Tradução Telefónica (STT)

O ACM criou o Serviço de Tradução Telefónica (STT) para ajudar a ultrapassar a barreira da língua, uma das grandes dificuldades sentidas pelos imigrantes na sua relação com os serviços em Portugal.

O STT oferece uma bolsa de 58 tradutores que dominam, perfeitamente, para além do Português, um ou mais idiomas, e dirige-se a todos os interlocutores portugueses/ estrangeiros que precisam de comunicar com estrangeiros e cidadãos/entidades portuguesas.

Este serviço coloca em conferência telefónica, o técnico da instituição prestadora de serviços, um tradutor e o imigrante.

O serviço está disponível gratuitamente (o cliente só paga a chamada telefónica), todos os dias úteis, entre as 09:00h e as 19:00h, através da Linha de Apoio ao Migrante - 808 257 257  - se ligar a partir da rede fixa, custo de chamada local e  218 106 191 - se ligar a partir da rede móvel.

Idiomas e dialetos para os quais existe tradutor no Serviço de Tradução Telefónica (STT)

Funcionamento:

1. O cliente (instituição ou imigrante) liga para a Linha de Apoio ao Migrante (808 257 257) através da rede fixa (ou 21 8106191 através da rede móvel) e solicita o acesso ao serviço de tradução telefónica.

2. A chamada é de imediato transferida para o operador do STT, que pede as seguintes informações:

  • Nome da instituição/ serviço (se for o caso);
  • Nome do cliente;
  • Telefone do cliente;
  • Idioma requerido;
  • Data e hora pretendida para o Serviço de Tradução Telefónica (caso não se trate de uma tradução imediata).

3. O operador recebe a chamada e, com base no pedido do cliente consulta o banco de tradutores neste âmbito:

Se o pedido requerer o serviço de imediato:

  • Se houver disponibilidade de tradutor, é estabelecida a ligação, colocando em conferência telefónica o tradutor e o cliente (se este entender pode pedir para juntar à conferência telefónica o imigrante, dando para tal o telemóvel do mesmo ou outro número fixo);
  • Se não houver disponibilidade de tradutor, o operador agenda o serviço para uma hora compatível com a disponibilidade da bolsa de tradutores, adiando-se assim o serviço para essa hora;
  • Se o pedido for para agendar, é verificada a disponibilidade da bolsa de tradutores e é feita a marcação. Na hora agendada, o cliente liga, o operador coloca-o em espera, contacta o tradutor e cria uma conferência entre ambos;

4. O operador do STT mantém-se em linha até ao final da conferência, garantindo a boa execução do serviço.

5. No final da conferência o operador faz um breve questionário de qualidade ao cliente. É importante salientar que tanto o Operador como os Tradutores encontram-se obrigados à estrita observância do segredo profissional, não podendo divulgar a quem quer que seja qualquer informação obtida no decorrer da tradução, conforme carta de ética subscrita pelos próprios.


Veja também o vídeo de divulgação do serviço.


Formulário da Web Formulário da Web

Olá, em que posso ajudar?

Deixe um email com a sua questão ou contacte 808 257 257 / (+351) 218 106 191, das 9:00h às 19:00h, de segunda a sexta.

Este campo é obrigatório.
Este campo é obrigatório.
Este campo é obrigatório.

Linha de Apoio ao Migrante

A linha funciona de segunda a sexta das 9:00h às 19:00h. Saiba mais

Ativado por Liferay

Fechar popup

Bem-vindo ao novo portal do Alto Comissariado para as Migrações

Procuramos reunir aqui um conjunto de informação essencial e de interesse para os migrantes. No entanto, sabemos que este é um trabalho contínuo que nunca está terminado.

Contamos consigo para tornar este site mais completo. Se souber de alguma informação que deva ser adicionada ou corrigida, entre em contacto connosco através do acm@acm.gov.pt.