Observatório das Comunidades Ciganas (OBCIG)

Enquadrado na Estratégia Nacional para a Integração das Comunidades Ciganas (ENICC), o Observatório das Comunidades Ciganas foi criado com o objetivo central de promover a realização e edição de estudos sobre estas comunidades.
O Observatório das Comunidades Ciganas (OBCIG) contribui não só para a concretização de algumas das medidas previstas na Estratégia, mas também para a conceção, implementação e avaliação das políticas públicas neste domínio, apresentando-se como um motor de criação de redes de cooperação, académica, científica e institucional, bem como o diálogo entre a academia e os decisores políticos.
Por outro lado, o OBCIG assume a necessidade de desconstrução de mitos, representações e/ou estereótipos acerca das comunidades ciganas em geral, que persistem na sociedade portuguesa. Deste modo, o conhecimento adquirido e/ou produzido será incorporado em várias iniciativas e/ou suportes que permitam a concretização deste importante objetivo.
O Observatório das Comunidades Ciganas é uma unidade informal, não dispondo de qualquer estrutura própria, nem de um quadro de colaboradores permanentes. É uma rede, dirigida por uma coordenação responsável pela respetiva atividade científica, e que responde perante o Alto Comissariado para as Migrações, I.P. (ACM, I.P.) quanto à realização dos objetivos, para os quais foi criado. O orçamento do Observatório está integrado no do ACM, I.P.
 
O Observatório das Comunidades Ciganas (OBCIG) tem como objetivos:
- Reunir e disponibilizar estudos, teses e outras publicações existentes, relacionadas com a temática das comunidades ciganas;
- Promover a edição de estudos com vista à melhoria do conhecimento existente na temática das comunidades ciganas;
- Promover e divulgar iniciativas ou eventos, como por exemplo seminários ou colóquios, que promovam o maior conhecimento da situação das comunidades ciganas e/ou permitam a formação dos fatores-chave nesta temática;
- Divulgar a sua atividade e o conhecimento reunido, através de suportes diversificados, com vista à ampla disponibilização de informação;
- Promover a cooperação e a articulação entre o ACM, I.P. e instituições científicas e académicas, ao nível nacional e internacional;
- Sensibilizar e desconstruir mitos, representações e/ou estereótipos sobre as comunidades ciganas.

Saiba mais Saiba mais

COLEÇÕES DE ESTUDOS DESTINADOS À COMUNIDADE CIGANA

O Obcig disponibiliza duas coleções de estudos, em versão impressa, e prevê a possibilidade de promover outras linhas de edição em suporte digital.

Coleção Estudos OBCIG:
Esta coleção promove a produção de um conjunto de estudos temáticos e/ou relevantes para as comunidades ciganas, nomeadamente para o desenho, acompanhamento e avaliação de políticas públicas neste domínio.

Coleção Olhares:
A Coleção Olhares, criada em 2005, conta já com 8 números publicados. O OBCIG renova a aposta nesta coleção, que terá o suporte papel e digital, pretendendo divulgar estudos, trabalhos e/ou teses com particular interesse para a as comunidades ciganas. Estes estudos são da responsabilidade do investigador ou equipa que o propõe.

Contactos Contactos

Alto Comissariado para as Migrações, I.P.

Observatório das Comunidades Ciganas (OBCIG)
Rua Álvaro Coutinho, 14
1150-025 Lisboa

T.(+351)218106100 | F. (+351) 218106117
E-mail: obcig@acm.gov.pt

Sítio ObCig:
http://www.obcig.acm.gov.pt/

Linha de Apoio ao Migrante

A linha funciona de segunda a sexta das 9:00h às 19:00h. Saiba mais

Ativado por Liferay

Fechar popup

Bem-vindo ao novo portal do Alto Comissariado para as Migrações

Procuramos reunir aqui um conjunto de informação essencial e de interesse para os migrantes. No entanto, sabemos que este é um trabalho contínuo que nunca está terminado.

Contamos consigo para tornar este site mais completo. Se souber de alguma informação que deva ser adicionada ou corrigida, entre em contacto connosco através do acm@acm.gov.pt.